domingo, 1 de junho de 2008

CAPÍTULO CINCO – RELACIONAMENTOS COMPLEXOS [parte 3]

-Não, você que foi para cima dele?
-Sim, mas não me entenda mal. Eu pedi antes. Na verdade, implorei mas...
-Você pediu um beijo? Implorou??
Santo Picasso! Me colore que eu tô bege!!!
-Sim, pedi. E quanto mais eu pedia, mais ele recuava. Porém, depois de eu insistir tanto ele concordou. Lembro... - nisso ela começou a chorar alto, soluçando - Lembro que fechei meus olhos e fiquei esperando, com a boca prontinha para receber o primeiro beijo do pai dos meus filhos. Mas uma menina nos interrompeu, me empurrando e gritando que era a namorada dele.
-E ele, o que fez?
-Ele disse para a namorada que eu era uma louca, uma coitada que estava pedindo beijos para qualquer um que passava. E ela acreditou nele. Os dois saíram rindo de mim e eu fiquei lá, igual um cachorro que caiu do caminhão de mudança. Abandonada, rejeitada e traída. Ah Nicky, quero morrer...
Não sabia o que falar. Era novidade demais para um só dia. Processar que Sophia, a beata mais casta, pelo menos aparentemente, estava planejando casamento, filhos, casa, cortinas, cachorro, conhecer o ser... E pior, quando conhece, implora por um beijo e passa de namorada virtual à amante em potencial.
Tenho que fazer algo. Mas só depois de uns minutos. Preciso processar toda essa informação.

[continua...]

2 comentários:

Damiana Monteiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Damiana Monteiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.